Cultura

Instituto Neoenergia e Neoenergia Cosern lançam edital de fomento à cultura

Transformando Energia em Cultura 2024 apoiará projetos socioculturais do RN com recursos incentivados pelo Programa Cultural Câmara Cascudo

Estão abertas as inscrições gratuitas para o Edital Transformando Energia em Cultura 2024 do Instituto Neoenergia, que concede recursos incentivados a projetos socioculturais do Rio Grande do Norte por meio do Programa Cultural Câmara Cascudo. Destinado a pessoas jurídicas, o Edital tem como principal objetivo estimular iniciativas que promovam a cultura em prol do desenvolvimento sustentável.

Realizado em parceria com a Neoenergia Cosern e com apoio técnico da Baluarte Cultura, o Transformando Energia em Cultura é um dos mais importantes mecanismos de fomento à cultura do país. O Edital, que também é realizado na Bahia, São Paulo e Distrito Federal, visa alcançar iniciativas que beneficiem grupos e territórios em situação de vulnerabilidade e, somente, em 2023, selecionou 52 projetos para recebimento de aportes.

“Estamos na Década da Ação e a cultura é fundamental para acelerar o alcance dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável. Ao fortalecer iniciativas socioculturais, o Transformando Energia em Cultura valoriza as tradições locais e promove a inclusão, equidade e diversidade”, afirma Renata Chagas, diretora-presidente do Instituto Neoenergia.

Inscrições

Inscrições: até 29 de abril de 2024, às 18h
Onde: Site do Instituto Neoenergia em Programa de Editais Transformando Energia em Cultura (www.neoenergia.com/web/instituto-neoenergia)

Instituto Neoenergia e Neoenergia Cosern lançam edital de fomento à cultura Read More »

Casa da Ribeira completa 23 anos de (re) existência e convida população para evento especial nesta quarta-feira

Na programação, o lançamento da Casa + Negra Diversidade e da Escola de Criação, e a presença da cantora Khrystal no show “Canto para Xangô”

Com a intencionalidade de ser lugar de protagonismo, visibilidade e acesso à cultura pelos mais diversos públicos, a Casa da Ribeira chega aos seus 23 anos de fundação no centenário bairro da Ribeira, em Natal. E para comemorar, convida a população a uma noite especial, marcada para esta quarta-feira (06), às 19h30. O evento vai reunir convidados, artistas, ex-educandas/os/es, amantes das artes e a sociedade em geral – programação aberta para todas/os/es.

No decorrer desta história, a Casa já abraçou mais de 240 mil espectadores, abrigou mais 2.700 espetáculos diferentes, desenvolveu mais de 30 projetos, tendo como conceito uma programação inclusiva e diversa com acesso subsidiado para públicos de Natal. E, agora, em 2024, segue para novos rumos, com o mesmo propósito: a educação e a cultura. São mais de duas décadas visando o acesso aos bens culturais e artísticos pelos públicos.

Sendo um Espaço Cultural Independente bastante conhecido na cidade do Natal, vai lançar, durante o evento da noite do dia 06 de março, a Casa + Negra Diversidade que promete uma nova intenção de ocupação da Casa, que amplia seu olhar para a negritude e a comunidade Lgbtqiapn+, e seu núcleo educativo a partir da Escola de Criação. Todas as novidades e os detalhes de como serão desenvolvidos esses novos projetos, serão anunciados durante o lançamento.

Para tornar a ocasião ainda melhor, o público vai poder prestigiar a cantora Khrystal no show “Canto para Xangô”. Cantora, compositora, produtora musical e atriz brasileira, Khrystal possui mais de 20 anos de carreira, discos lançados, participações em programas de TV nacional e encontros marcantes no palco com grandes artistas da música brasileira. Turnês, premiações e parcerias com grandes nomes da música brasileira fazem parte da sua bagagem artística. Para o show, estará acompanhada de Ricardo Baya – músico, compositor, arranjador e produtor musical potiguar e, Bruno Cirino – músico acordeonista.

A entrada é através de contribuição voluntária. A lotação estará sujeita a capacidade máxima do local. Construída graças ao apoio da iniciativa privada, com investimentos diretos, através das leis de incentivo à cultura Câmara Cascudo e Rouanet, a Casa da Ribeira é uma Organização Privada sem fins lucrativos, com reconhecimento de Utilidade Pública Municipal e Estadual e como Ponto de Cultura Brasileiro.

Visite o site https://casadaribeira.com.br/ ou as redes sociais @casadaribeira para acompanhar e conhecer esse objeto cultural tão importante para o Rio Grande do Norte.

Serviço – Celebração dos 23 anos da Casa da Ribeira/Lançamento de projetos

Local: Casa da Ribeira – Rua Frei Miguelinho, 52 – Ribeira Natal/RN

Data: 06 de março de 2024

Hora: 19h30

Entrada via contribuição voluntária por meio de Pix

Casa da Ribeira completa 23 anos de (re) existência e convida população para evento especial nesta quarta-feira Read More »

Caju: mostra que valoriza as raízes potiguares permanece aberta à visitação na Pinacoteca

Até o dia 10 de março, a exposição composta por cerca de 35 obras de artistas clássicos e contemporâneos destaca a importância estética desse importante fruto, além de ser um verdadeiro convite à contemplação.

A Pinacoteca Potiguar, mantida pelo Governo do Rio Grande do Norte, por meio da Fundação José Augusto, está com duas exposições coletivas em cartaz, que reúnem obras clássicas e contemporâneas de artistas do Rio Grande do Norte. “Caju” e “Sou Definida Pelo Que Não Sei” foram lançadas em dezembro de 2023 e permanecerão abertas à visitação até o dia 10 de março, de terça a sexta, das 8h às 17h, e aos sábados e domingos das 9h às 16h. A entrada é gratuita.

“O retorno às aulas e à normalidade da vida cotidiana pós-carnaval é o momento ideal para que as pessoas adquiram ou retomem o hábito de frequentar ambientes culturais, como é o caso do Palácio da Cultura, prédio histórico situado no centro de Natal, que abriga a Pinacoteca Potiguar”, sugeriu Gilson Matias, presidente da FJA. Ele se refere à instituição que reúne o acervo de obras de arte pertencentes ao Governo do Estado, e apoia a realização de exposições e outros eventos culturais.

Caju é uma exposição coletiva que conta com a realização da Editora da UFRN e a Pinacoteca, reunindo obras de artistas clássicos, tais como Dorian Gray, Newton Navarro, Maria do Santíssimo e Rossini Perez, e contemporâneos como Ângela Almeida, Márcia Bessa, Max Pereira, entre outros artistas potiguares. As obras valorizam o caju de diferentes formas e texturas, fruto que faz parte não só da culinária, mas também da paisagem e do turismo local.

Segundo o designer gráfico Rafael Campos, um dos responsáveis pela organização, idealização e materialização da exposição, o caju está presente no cotidiano da população potiguar e nordestina, mas nem sempre é pensado como um algo importante para a formação da nossa cultura. “Normalmente não paramos para refletir na importância histórica que ele tem, na importância simbólica do caju, na importância econômica para o nosso estado. Então, essa exposição tem como objetivo trazer o caju na sua complexidade histórica, antropológica, cultural e principalmente artística. São muitas manifestações estéticas a partir do caju de grandes artistas, nomes que fazem parte da história da arte do Rio Grande do Norte e artistas contemporâneos que estão criando arte nesse momento”, explicou.

A mostra, que conta também com a curadoria da artista plástica, pesquisadora, professora universitária e escritora Ângela Almeida, e do artista e gestor do Palácio da Cultura, João Natal, reúne obras do acervo da Pinacoteca do RN e de acervos de particulares, como é o caso do colecionador Manoel Onofre Júnior, bem como trabalhos de artistas convidados. Em paralelo à exposição, está sendo realizado aos sábados uma programação cultural denominada de “Diálogos sobre o caju”.

A iniciativa consiste em conversas com convidados, abertas ao público em geral, de modo a dialogar sobre a presença do caju em distintas áreas do conhecimento, como a literatura, a ecologia, a economia, a nutrição, o direito, o turismo, a publicidade etc. Esses diálogos têm ocorrido desde janeiro e seguem até meados de março de 2024, a partir das 10h30, no Salão Nobre da Pinacoteca (pavimento superior). O próximo está marcado para o dia 24 de fevereiro, com o tema “Fazer Moda: Empreendendo a Sombra do Cajueiro”, com Marcos Paulo, Rafaela Fagundes e Wilza Santos.

Após encerrar o prazo de exposição na Pinacoteca, Caju seguirá em itinerância para a Galeria Sol da Meia Noite, em São Miguel do Gostoso, município situado no litoral Norte potiguar, ainda no primeiro semestre de 2024.

Mais Mulheres Na Cultura

A outra exposição em cartaz é “Sou Definida Pelo Que Não Sei”, uma iniciativa do projeto Mais Mulheres na Cultura, que conta com financiamento do Governo do Estado via emenda da deputada estadual Isolda Dantas. Composta por obras de 30 mulheres artistas, algumas que fazem parte do acervo da Pinacoteca e outras artistas convidadas, dá espaço para diversas linguagens artísticas, como esculturas, fotografias, pinturas e colagens.

Fotos: Cynthia Campos/Ascom/FJa e Arquivo Editora UFRN

Caju: mostra que valoriza as raízes potiguares permanece aberta à visitação na Pinacoteca Read More »

Inscrições abertas para Festival Parafolclore e Batalha de Breaking da FIART 2024

Ações fazem parte da programação do Festival FIART Cultural – de 19 a 28 de janeiro de 2024 no Centro de Convenções de Natal

De 19 a 28 de janeiro de 2024 a capital potiguar vai sediar no Centro de Convenções, a 29ª edição da Feira Internacional de Artesanato – FIART, importante evento de promoção e celebração do artesanato e do empreendedorismo, consolidado no calendário turístico e cultural do Rio Grande do Norte. Além da comercialização do melhor do artesanato do Brasil e do mundo e realização de oficinas, o público terá acesso a uma ampla programação por meio do Festival FIART Cultural que acaba de abrir as inscrições para o Festival Parafolclore e Batalha de Breaking. Regulamento completo na Bio do Instagram no @feirafiart

Para o Festival Parafolclore, estão habilitados a participar da disputa grupos que se autodeclararem “Grupos Parafolclóricos” com sede no nordeste brasileiro com mais de três (03) anos de atuação comprovada. As inscrições dos grupos poderão ser efetuadas até 15 de janeiro através do formulário oficial de inscrição disponibilizado pelo link: https://forms.gle/F695EZrKj5DyajwbA. A divulgação dos selecionados acontece em 19 de janeiro. Os critérios de avaliação do júri oficial serão: Figurino, Originalidade, Música, Ritmo, Destaques típicos, Ritual e Histórico. Na premiação, os seguintes valores: 1º lugar – R$ 3.000; 2º lugar – R$ 1.500; 3º lugar – R$1.000 e 4º lugar – R$ 500.

Dentre os objetivos primordiais do Festival Parafolclore, estão: promover a cultura popular natalense, potiguar e nordestina e estimular as manifestações parafolclóricas; valorizar a diversidade cultural das representações populares e reger a disputa das premiações através de um Júri Oficial com base no regulamento.

Já para os interessados na Batalha de Breaking, as inscrições seguem até o dia 20 de janeiro através do link: https://forms.gle/ESgP2wZDPeUz12uB7. Esta será a 2ª edição da Batalha Breaking 1vs1 dentro da programação cultural da FIART e será realizada no dia 28 de janeiro. Entre os critérios de avaliação, estão: Técnica, Musicalidade, Criatividade, Variedade de Movimentos, Grau de Dificuldade, e Estilo. A Batalha premia as três melhores apresentações e entrega prêmios de R$ 1 mil, R$ 600 e R$ 300. Trata-se de um espaço para a juventude potiguar e as novas expressões da cultura popular, em particular, advindas das periferias urbanas. Serão 16 selecionados, entre BBoys e BGirls, através de inscrição prévia. A batalha acontece entre duplas no formato oitavas, quartas e semifinais, até chegar aos finalistas.

Durante os dias da Feira, o público terá acesso a inúmeras ações e uma troca histórico-cultural imensurável dentro de uma ampla programação. Esta, promovida por um pilar essencial que se consolida e cresce anualmente, o Festival FIART Cultural. O projeto traz um conteúdo integrado de quatro ações, sendo elas:

  • Mostra de Arte e Cultura: Shows, Dança, Batalha de Breaking, Mostra de Cordel, Mostra de Bandas e Mostra de João Redondo;
  • Festival Parafolclórico (competitivo);
  • Salão “O Melhor do artesanato potiguar”
  • Seminário Nacional de Cultura Popular: Tradições, Ancestralidade e Identidade Cultural.

O Festival Fiart Cultural dedica-se a ser um palco para a cultura popular, um espaço de reconhecimento para os diversos artistas que dedicam sua energia para chegar até o povo e também para salvaguardar as tradições. Busca também ser um espaço para a maior diversidade das expressões culturais, desde os brincantes àqueles que fazem a música de barzinho que está no dia-a-dia das pessoas. Desta forma, o Festival cumpre a missão de dispor as artes potiguares nas mais diversas linguagens, literatura, dança, música e as manifestações das tradições populares de todos os tempos, sempre conectado com a atualidade.

29ª Feira Internacional de Artesanato – FIART
História, cultura, tradição, cores e sabores se unem, mais uma vez, na 29ª edição da Feira Internacional de Artesanato – FIART com a temática “Encantos feitos a mão” e, já está com venda de estandes para os expositores que tenham interesse em participar.

A edição traz novidades como: a criação do Salão do Bordado SEBRAE/RN; Oficinas do Fazer, para os artesãos e iniciantes, divididas nas categorias de macramê, crochê, cartonagem e fibras e, Oficina de Empreendedorismo e Precificação. A organização divulgará em breve mais informações dessas atividades.

Com quase três décadas de existência, a FIART é uma excelente oportunidade para o público potiguar e os turistas que visitam Natal em janeiro e, uma grande vitrine para os artesãos e fazedores de cultura do país. A Feira é uma realização do Governo do Estado do Rio Grande do Norte, com o patrocínio e apoio do Sebrae/RN e Prefeitura de Natal; organização da Espacial Eventos. Toda a programação cultural tem o incentivo da Lei Municipal Djalma Maranhão, com patrocínio da Prefeitura do Natal e Unimed Natal.

Os expositores que tenham interesse na compra de estande, devem entrar em contato pelo número (84) 99962-0588 ou [email protected].

Fique por dentro das datas de inscrição, novidades e mais informações através das nossas redes sociais no @feirafiart

Inscrições abertas para Festival Parafolclore e Batalha de Breaking da FIART 2024 Read More »

Cajueiro de Pirangi completa 135 anos na próxima quarta-feira

Aniversário é comemorado com uma programação cultural. No dia 20 de dezembro, a entrada no local é gratuita

Na próxima quarta-feira (20), o Maior Cajueiro do Mundo completa 135 anos. Para celebrar a data, o Instituto de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente – Idema preparou uma programação ao longo do dia, unindo artesanato, música, valorização da cultura potiguar, bolo de aniversário e muita animação.

O Cajueiro de Pirangi, localizado no município de Parnamirim, é um dos pontos turísticos mais emblemáticos e admirados da região do litoral sul. Sua história fascinante remonta ao século XIX, quando foi plantado por um pescador chamado Luís Inácio de Oliveira.

Na programação do próximo dia 20 haverá uma exposição de artesanato local, das 8h às 16h, com trabalhos de renda de bilro, bolsa de junco e juta; Cajuteca; apresentação de artistas locais, como Júlio César e Tony Show, entre outras atrações.

O Cajueiro de Pirangi é reconhecido pelo Guinness World Records como o Maior Cajueiro do Mundo, desde 1994. Sua impressionante extensão de galhos se espalha por uma área de mais de 9.000 metros quadrados, formando uma verdadeira floresta em torno de si mesma. Ao longo dos anos, esse gigante da natureza tornou-se um símbolo de resistência e vitalidade, desafiando as adversidades climáticas e mantendo-se firme como testemunha do passar do tempo.

“O aniversário de 135 anos do Cajueiro de Pirangi é uma oportunidade para celebrar não apenas sua longevidade notável, mas também para destacar a importância da preservação da biodiversidade e do patrimônio natural. Esse icônico cajueiro é mais do que uma árvore gigante; é um monumento vivo que nos conecta ao passado, nos inspira no presente e nos lembra da responsabilidade de preservar a natureza para as gerações futuras”, disse o atual gestor, Lucas Fagundes.

Ao longo de sua existência, o Cajueiro de Pirangi tem sido preservado, com medidas de manejo e manutenção para garantir sua longevidade. A cada ano, milhares de visitantes, entre turistas e moradores locais, contemplam a imponência desse exemplar único, tornando-o uma atração turística imperdível na região.

Além de sua grandiosidade física, o Cajueiro de Pirangi é envolto em lendas e histórias locais que enriquecem sua trajetória. Diz-se que o cajueiro se originou a partir de uma semente trazida por um pássaro, ou que Luís Inácio de Oliveira teria plantado a semente como um presente para sua esposa. Essas narrativas contribuem para a magia que envolve o local, transformando-o em um ponto de interesse não apenas para os amantes da natureza, mas também para aqueles que buscam um mergulho na cultura e nas tradições locais.

“Desejamos que o Cajueiro de Pirangi continue a florescer e a encantar por muitos anos mais, sendo um símbolo duradouro da riqueza e beleza da flora brasileira”, finalizou Lucas Fagundes.

O Cajueiro de Pirangi é aberto todos os dias da semana, das 7h30 às 17h. A entrada custa R$ 8,00. Crianças, de sete a 12 anos, pagam meia-entrada, assim como estudantes, professores e idosos, portando carteira comprobatória. Especialmente na quarta-feira (20), a entrada é gratuita para todos os visitantes.

Cajueiro de Pirangi completa 135 anos na próxima quarta-feira Read More »

Festival “As Cores da Vila: Edição Espalhe o Amor” celebra a diversidade cultural e artística da Vila de Ponta Negra

Entre os dias 15 e 16 de dezembro, a Vila de Ponta Negra ganhará vida com o Festival “As Cores da Vila: Edição Espalhe o Amor”.  O tema do Festival  nasce de uma necessidade de mostrar para a todos a diversidade cultural e artística da Vila de Ponta Negra, provocando uma reflexão através de ações que resgatem a identidade do bairro, fortalecendo o território, de forma lúdica, estimulando o espírito de cidadania e a preservação do ambiente e da comunidade.

O festival ocorrerá em diversos pontos do bairro, estimulando a economia criativa da região através da feirinha com expositores de variados produtos, plantas, brechós e outras exposições. Com destaque para o concurso do Melhor Crepe da Praia de Ponta Negra, na praça do Cruzeiro, com a participação de produtores deste item da culinária que é tão tradicional na Praia.

Também serão oferecidas oficinas e vivências de arte, pintura e música, apresentações de grupos de folguedos do bairro, incluindo o Maçariquinho da Beira da Praia e Congos de Calçola e de artistas locais como Gera (do grupo Skarimbó); o espetáculo Candeia, do Grupo Estação de Teatro e o show da Banda Camomila Chá, que recentemente lançou um disco ao vivo, gravado durante a turnê “Espalhe o Amor”, em Belo Horizonte.

O projeto visa ainda a realização do documentário “As Cores da Vila”, mostrando todo o processo e a diversidade dos artistas da comunidade, incluindo depoimentos de moradores e participantes do evento.

O Festival As Cores da Vila conta com o patrocínio da Prefeitura do Natal e Unimed Natal, com incentivo da Lei de Incentivo à Cultura Djalma Maranhão, e integrará a programação do Natal em Natal.

Programação:

Sexta dia 15 de dezembro

14h – 15h – CAMINHO DOS MESTRES

Entrega das placas produzidas pelo Coletivo Aboio, em homenagem aos mestres da Vila de Ponta Negra. Ação de fixação das placas na casa dos Mestres, de acordo com o Roteiro de visitação,  com a participação das artistas.

14h – 15h30 – CASA FLOR

Oficina de Jardinagem no ateliê botânico Casa Flor + Lançamento do livro Oficina de contação de histórias com Dona Borboleta (Deth Haak)

15h às 20h –  Ateliê Afeto Cultural – exposição fotográfica dos Mestres Populares da Vila de Ponta Negra,  exposição Mestre Arraia e Dedé Carnaúba

15h-20h  – Praça do Cruzeiro –  Feira Multicultural As Cores da Vila

16h – 17h – Praça do Cruzeiro – FESTIVAL DE CREPES com o concurso do melhor crepe da Praia de Ponta Negra

17h – Praça do Cruzeiro –  Chico e os Caboclos do Sertão – Forró Pé de Serra.

19h – Espetáculo Teatral Candeia (Ingressos limitados) – Varanda Espaço e Movimento – Rua dos Corais, 18.

20h30 – 22h- Roda de Mantras, Cantos e Danças Sagradas com Camomila Chá e Convidadas – ( Vitoria de Santi, Tiquinha Rodrigues e Ana Thomás – Ingressos limitados) – – Varanda Espaço e Movimento – Rua dos Corais, 18.

Sábado dia 16 de dezembro

10h – 11h30 – ATELIÊ AFETO CULTURAL-Oficina de plaquinhas divertidas com As Cores da Vila/Rafa Santos com mensagens de amor e paz. (10 vagas)

15h às 20h –  Ateliê Afeto Cultural – exposição fotográfica dos Mestres Populares da Vila de Ponta Negra,  exposição Mestre Arraia e Dedé Carnaúba

15h-20h  – Praça do Cruzeiro –  Feira Multicultural As Cores da Vila

16h às 16h50 – Apresentação do Grupo Maçariquinhos de os Congos de Calçola

17h- 18h30  Praça do Cruzeiro – Gera – o show – show solo do artista Geraldo Gondim, integrante da Banda Skarimbó

19h às 20h30 –  Praça do Cruzeiro – Segunda Edição do festival AS CORES DO HIP HOP –  com apresentação de batalha de rima de Frizzy, Nanduz e wseis, apresentação de break com B.Girls Lualu e Félix, Hip Hop com  Jonas  Juízo Final e sua filha Jasmim Curiosa MC  e discotecagem com a DJ Nandrill.

Árvore do Afeto – árvore da Praça do Cruzeiro com corações com mensagens afetivas

Foto: Camomila Chá

Festival “As Cores da Vila: Edição Espalhe o Amor” celebra a diversidade cultural e artística da Vila de Ponta Negra Read More »

Prefeitura publica edital de cotas de patrocínio voltado para calendário de eventos 

A Prefeitura do Natal, através da Secretaria de Cultura de Natal (Secult-Funcarte), publica na edição de hoje (5) do Diário Oficial do Município (DOM), o Edital de Processo Seletivo para Cota de Patrocínio (Maior Oferta) para a realização dos eventos que compõem o calendário oficial do Município. Os detalhes estão no www.natal.rn.gov.br/dom.

O calendário é composto pelo projeto Natal em Natal (2023) compreendendo 07 (sete) dias definidos: 21, 22, 23, 25, 28, 29 e 30/12/2023. Carnaval em Natal Edição 2024 compreendendo 5 (cinco) dias com datas a serem definidas; São João de Natal (Edição 2024), compreendendo 06 (seis) dias com datas a serem definidas e Natal em Natal 2024, compreendendo 07 (sete) dias a serem definidas.

Os Patrocínios das empresas se darão em troca da divulgação da logomarca do patrocinador nas dependências do evento, bem como aquisição de demais cotas para exploração de bares, alimentação e organização do camarote e se darão através de três cotas. 

As empresas interessadas neste Chamamento irão encontrar os formulários no www.blogdafuncarte.com.br com abertura do prazo de hoje (5) até dia 10 de dezembro de 2023.  

“O instrumento jurídico da seleção pública é um mecanismo democrático que oportuniza ao poder público manter relações com a iniciativa privada de tal forma que desonera o investimento que é feito no campo da economia criativa. Isso é saudável porque é uma fórmula que já deu certo em vários projetos do gênero pelo País”, comenta o Secretário de Cultura de Natal, Dácio Galvão.

Depois de encerrado o período de inscrições, o processo do edital segue com a Análise Documental (11/12/2023), Resultado Parcial (12/12/2023), Prazo para Recurso (12/12/2023 até às 14h do dia 13/12/2023) e Resultado Final em 14/12/2023.

Foto Joana Lima

Prefeitura publica edital de cotas de patrocínio voltado para calendário de eventos  Read More »

Roda de Samba do Vagabundo com homenagens e atrações especiais

A tradicional Roda de Samba do Vagabundo, que agita o bairro das Rocas a cada segunda-feira, terá programação especial nesta edição com apoio da Prefeitura do Natal, através das secretarias de Cultura e de Igualdade Racial e Direitos Humanos, em comemoração ao Dia da Consciência Negra. 

Antes do tradicional samba, haverá homenagem a 10 pessoas negras que são referências na luta antirracista da cidade do Natal. A ação integra a programação especial da Prefeitura do Natal que acontece desde a sexta-feira, reunindo shows, debates e homenagens. 

Depois das homenagens começa a parte musical da Roda de Samba Segunda de Vagabundo reunindo Asé Delas e a Bateria da Balanço do Morro, na Rua Pereira Simões, bairro das Rocas, a partir das 18h.

Roda de Samba do Vagabundo com homenagens e atrações especiais Read More »

Com voto e defesa de Zenaide, Senado prorroga repasses da Lei Paulo Gustavo ao setor cultural

Com voto e defesa da senadora Zenaide Maia (PSD-RN), vice-líder do governo Lula no Congresso Nacional, o Senado Federal aprovou, nesta terça-feira (14), o projeto de lei complementar (PLP 205/2023) que estende até dezembro de 2024 o prazo de execução dos recursos na Lei de incentivo à cultura Paulo Gustavo no Rio Grande do Norte e em todo o país. Trata-se de verbas federais para ações emergenciais no setor da cultura, prejudicado e em grande parte paralisado durante a pandemia de covid-19.

Zenaide destacou que a aprovação foi fruto de acordo político entre os parlamentares, fato expressado pelos 74 votos favoráveis no Plenário, sem votos contrários e sem abstenções. Sancionada em 2022, a lei foi regulamentada em maio deste ano, ficando com prazo curto para implantação. Se não fossem aplicados até dezembro deste ano para o desenvolvimento de espaço ou atividades culturais, os recursos destinados a Estados e municípios teriam de ser devolvidos ao governo federal.

“A cultura foi um dos setores mais prejudicados com a Covid, e a produção artística não só preserva a nossa História, como também tem alta relevância ao gerar emprego e renda. O tempo de execução desse recurso da Lei Paulo Gustavo ficou muito exíguo, por isso a prorrogação até 2024 foi necessária. Há critérios a serem seguidos, às vezes com complexidades a serem enfrentadas para usar a verba em prazo curto. Muitas vezes, para os pequenos municípios, não é tão simples quanto para os estados apresentar em tempo hábil seus projetos destinados a receber esses recursos”, afirmou a senadora.

Segundo o projeto, que segue para votação na Câmara dos Deputados, o dinheiro transferido pode ser aplicado em áreas como serviços recorrentes, transporte, manutenção, tributos e encargos trabalhistas e sociais. A Lei Paulo Gustavo destinou R$ 3,86 bilhões aos entes federativos para o fomento e reaquecimento do setor cultural, objetivando garantir a retomada da produção de artistas, produtores e organizadores culturais.

Conforme Zenaide, a cultura e os trabalhadores das artes “desse Brasil diverso e plural” precisam de políticas públicas permanentes e de apoio orçamentário do Estado. “É nossa obrigação, como agentes públicos, impulsionar e valorizar o setor cultural – mais do que atividade criativa que faz a economia girar, cultura é a identidade maior de um povo, é um direito e um patrimônio”, frisou a parlamentar.

Com voto e defesa de Zenaide, Senado prorroga repasses da Lei Paulo Gustavo ao setor cultural Read More »

Lia de Itamaracá faz show de Turnê de 80 anos no Espaço Cultural Ruy Pereira

Uma das artistas mais importantes e representativas do nordeste e do Brasil, a cirandeira pernambucana Lia de Itamaracá, se apresenta em Natal nesta quinta-feira (28). O show que conta com apoio da Prefeitura via Fundação Cultural Capitania das Artes (Funcarte) vai acontecer no Espaço Cultural Ruy Pereira, no Centro Histórico de Natal, a partir das 18:30. A apresentação faz parte da turnê de 80 anos da cantora. Na oportunidade, Lia também irá receber o título de cidadã natalense, honraria outorgada pela Câmara Municipal.

Maria Madalena Correia do Nascimento, a Lia de Itamaracá, é a maior voz da ciranda brasileira, Patrimônio Vivo de Pernambuco e Doutora Honoris Causa pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). Lia de Itamaracá negritou a história da cultura popular brasileira, sendo hoje uma de suas maiores representantes. 

Filha de uma empregada doméstica e de um agricultor, Lia conta que desde muito nova sabia que queria ser uma cantora. Hoje, com seu canto potente e inconfundível, entoa cirandas clássicas que embalam as danças brasileiras desde os anos 70, quando estreou profissionalmente no palco, para nunca mais sair dele. 

Detentora do saber de um bem cultural, a ciranda, titulada Patrimônio Imaterial do Brasil, Lia sempre ousou ao quebrar as regras que comumente se aplicam aos chamados artistas da cultura popular.
Lia começa sua trajetória revolucionando o próprio fazer da ciranda. Num tempo em que eram os mestres cirandeiros que ditavam o tom da brincadeira, tendo o improviso como característica imprescindível.

CARREIRA NO AUGE AOS 80 ANOS – Mais de dez anos passaram para a cirandeira gravar um novo trabalho. O álbum Ciranda sem Fim, de 2019, é o quarto e mais recente registro fonográfico da cirandeira mais famosa do Brasil. Com produção musical de DJ Dolores, seu repertório ofereceu um desafio a Lia: cantar novas sonoridades, indo além da cirandas e cocos, sem se desvirtuar de suas referências fundamentais. O trabalho, lançado em CD, vinil e disponível em todas as plataformas de streaming,  apresenta um hibridismo sonoro com execuções orgânicas da banda tradicional de Lia em harmonia com beats eletrônicos, guitarra, bateria e canções contemporâneas.

TURNÊ, ANIVERSÁRIO E CARNAVAL – Às vésperas de completar 80 anos de idade, grandes projetos tomaram a artista em 2023. De abril a junho deste ano, sua vida e obra foram retratadas na Ocupação Lia de Itamaracá, no Paço do Frevo. Em julho, a artista seguiu para mais uma turnê internacional com a sua banda, realizando uma série de shows por festivais europeus.

Os espetáculos passaram pela Alemanha (Festival Horizonte, em Koblenz), Suíça (Festival Paleo, em Nyon), Irlanda (casa de shows Sugar Club, em Dublin), Reino Unido (Festival Summercamp, em Cornwall), Reino Unido (Festival Womad, em Malmesbury), Hungria (Festival Ozora, em Dadpuzta) e República Tcheca (Festival Brasil Fest, em Brno). 

Em outubro de 2023 Lia de Itamaracá receberá mais uma homenagem, desta vez, da Bienal do Livro de Pernambuco. Para 2024 pelo menos três grandes projetos estão na sua agenda, já no início do ano. São eles, o festival Canto da Sereia, que deve marcar a celebração dos seus 80 anos. Depois, a reabertura do Centro Cultural Estrela de Lia, também em Itamaracá. No carnaval, Lia se prepara para desfilar em duas escolas de samba que, em 2024, contarão em seus enredos, a história da cirandeira: no Rio de Janeiro, a Império da Tijuca e em São Paulo, a Nenê de Vila Matilde.

Lia de Itamaracá faz show de Turnê de 80 anos no Espaço Cultural Ruy Pereira Read More »